PARAIBA
super-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-abras-supermercado-agas-ajuda-sul-comfort-promocao-2
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon

Supermercados e atacarejos veem aumento na busca dos clientes por compras online

Supermercados e atacarejos veem aumento na busca dos clientes por compras online

A audiência no segmento de supermercados e atacarejos que possuem e-commerce cresceu 43% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2022. É o que mostra uma pesquisa feita pela martech Standout com mais de 300 e-commerces parceiros, como Extra, Pão de Açúcar, SuperNosso, Tenda Atacado, Pague Menos e Atacadão.

“O shopper de hoje é ávido por informação aonde quer que esteja, seja no mundo físico ou digital. O e-commerce que não falar o idioma do conteúdo e omnicanalidade corre o sério risco de não conseguir se comunicar com seu cliente”, analisa a CEO da Standout, Andrea Miranda.

A martech também viu os seus parceiros no segmento de supermercados e atacarejos triplicarem nos últimos 12 meses. Os segmentos de limpeza e higiene, mercearia e bebidas alcoólicas e não alcoólicas são os preferidos no mercado digital e estão entre os principais vetores deste aumento da audiência.

Segundo a 47ª edição do relatório Webshoppers, realizado pela NielsenIQ Ebit entre os anos de 2021 e 2022, a categoria de alimentos e bebidas registrou um crescimento de 82,8% em relação ao número total de pedidos. Perfumaria e cosméticos tiveram um aumento de 22,5%; saúde, de 16,9%.

Como acelerar as vendas digitais?

Andrea Miranda destaca que o varejo alimentício, que engloba supermercados e atacarejos, pode lançar mão de algumas estratégias para acelerar as vendas no digital.

Para ela, dois pontos são importantes: investir em estratégias mobile, uma vez que 62,8% dos brasileiros, segundo o relatório da NielsenIQ Ebit, fazem compras com smartphones; e aplicar o trade marketing digital, uma prática usada para atrair a atenção do shopper, impulsionar as vendas e ter um bom relacionamento com ele.

“O trade marketing digital abrange toda informação, em seus vários formatos, e a precisão em se comunicar com o cliente nesta ‘última milha’. É estar ao lado do shopper ajudando-o na decisão de encontrar o produto mais aderente às suas necessidades para colocar no carrinho”, destaca ela.

De acordo com a executiva, o uso da tecnologia para colocar em prática todas essas estratégias de trade marketing digital é “poderoso e eficaz, tanto para as marcas quanto para o varejo impulsionarem as vendas do comércio digital, e ao mesmo tempo ter presença e ativação com o cliente”.